Programação

Escolha um dos municípios em festa no São João da Bahia e caia no forró!

ÚltimasAtualizações

Sucessos de Paula Fernandes encerram São João em Paripe

26 de junho de 2016 às 12:03

Com um repertório dançante, a cantora Paula Fernandes, que tradicionalmente canta músicas mais românticas, surpreendeu o público de aproximadamente 30 mil pessoas, neste sábado (25), segundo dia do São João da Bahia em Paripe. No palco montado na praça João Martins, também se apresentaram os grupos Forrozão, Canários do Reino, Kart Love e Cangaia de Jegue.

Paula Fernandes também foi surpreendida pelo público, que tinha seu repertório na ponta da língua. “Já tive a oportunidade de participar do São João da Bahia outras vezes. É uma festa folcloricamente importante e sou muito ligada a essas raízes. Sou mineira, mas me sinto um pouco nordestina também. É bom poder trazer meu romantismo e também fazer parte desse universo um pouco mais dançante e divertido”, afirmou a cantora.

Desde sexta-feira (24) o público prestigia o evento no Subúrbio Ferroviário de Salvador. A primeira noite contou com um público de 40 mil pessoas e teve como atrações Filomena Bagaceira, Torres da Lapa, Jeanne Lima, Jonas Esticado e Simone e Simaria. A enfermeira Graça Silva, 47, disse que adorou a festa. “Eu me preocupo com a violência, mas está tranquilo. Vim ontem também e gostei muito dos shows da Cangaia de Jegue, Torres da Lapa, e hoje, claro, da Paula Fernandes”.

O dançarino Naílson Teixeira, 27 anos, que foi com quatro amigas curtir as apresentações neste sábado, disse que o São João é a festa que ele mais gosta. “É uma data marcante, a gente espera esse friozinho, a fogueira e as comidas típicas. É muito gratificante ter essa festa aqui, porque no subúrbio nem todo mundo tem condição de viajar para o interior”, destacou.

Tradição no subúrbio

De acordo com o superintendente de Fomento ao Turismo do Estado (Bahiatursa), Diogo Medrado, a festa se consagrou com as atrações que foram levadas ao subúrbio. “O São João da Bahia em Paripe fincou raiz aqui e foi um sucesso em todos os aspectos, de público, segurança pública e organização”.

Para o cantor da banda Cangaia de Jegue, Júnior Bonfim, sem o apoio do Governo do Estado seria difícil proporcionar uma festa desse porte para o público do Subúrbio Ferroviário. “É uma estrutura grande, em praça pública, envolve técnica e segurança. É por isso que a Bahiatursa está de parabéns. Vem fazendo um trabalho fantástico, valorizando os artistas da terra, os locais onde o São João é forte, e isso ajudou muito”.

Esse já é o terceiro ano que Paripe recebe o São João da Bahia, realizado pelo Governo do Estado, e a primeira vez que a Cangaia participa da festa no subúrbio. “Eu quero voltar todo ano, fazendo festa, inclusive, fora do São João. A praça estava lotadíssima, a Polícia Militar contornou toda ameaça de problema. O povo veio para brincar, a gente viu criança, pessoas mais velhas, jovens namorando, e a gente percebe que o povo veio para cá para curtir, cantando todas as nossas músicas. Saímos daqui maravilhados”, afirmou Júnior.

Também cantor da banda, Gustavo Martins ressaltou, além da tradição, o espaço para a diversidade cultural. “O São João da Bahia é também uma mistura de ritmos, a gente toca um pouquinho de tudo para agradar a todos. Tocamos músicas atuais, antigas, para todo mundo curtir. A Cangaia sabe fazer isso, eu tenho um repertório mais atual, colocamos também músicas nossas. A galera está gostando. São João é isso, é festa, é alegria”.

Quer compartilhar essa página?